SJM

Escolas Empreendedoras de São João da Madeira

O Concurso de Ideias, inserido no projeto Escolas Empreendedoras de São João da Madeira destinado aos alunos do ensino secundário e profissional, decorreu no dia 14 de Junho no auditório dos Paços da Cultura.

Nesta última etapa 11 grupos finalistas apresentaram perante o júri e o público a sua ideia (de negócio ou social). Foram premiadas 4 ideias:
1º classificado: O projeto Comfy Steps consistia numa palmilha viscoelástica com corretor de joanetes. Trata-se de um produto ortopédico personalizado, protegendo o dedo afetado, com consequente conforto à pisada.

2º classificado: Hearing Glasses eram uns óculos auditivos em que a prótese auditiva está conectada às hastes dos óculos.

3º classificado: Stock’On Screen era um display tátil aplicável ao frigorífico, que permite a gestão de dados sobre os alimentos e de fácil interação com dispositivos móveis.

3º classificado: Tasker é um dispositivo eletrónico com sofware específico para as tarefas escolares.
.
O nosso MUITO OBRIGADO, não só aos alunos e professores cujo projetos foram premiados, mas a todos os que têm participado nestas 7 edições!

Poderão conhecer mais sobre este projeto em: http://projectoeducativomunicipal.wordpress.com/2014/06/16/final-do-concurso-de-ideias-escola-empreendedora-20132014/

ave_2

Escolas Empreendedoras IN AVE

A primeira edição do Projeto Escolas Empreendedoras IN AVE, integrou os 8 municípios do território, 109 professores, 85 tumas e 2075 alunos do 3º ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário e Profissional.

O 3º ciclo participou na Expo Empresas em Famalicão, no dia 24 de Maio e as três empresas premiadas foram:
1 – GuimaFood – empresa de confeção e entrega de refeições saudáveis ao domicílio. Utilizam a horta da escola para plantar alguns legumes que são utilizados nos seus pratos.
2 – InVizela – criação de um pack com produtos característicos de Vizela.
3 – Cromave – criação de uma caderneta de cromos, em que cada cromo corresponde a um ponto de interesse da região.


No Ensino Secundário e Profissional após terem sido selecionadas as ideias que iriam representar cada um dos municípios, os grupos defenderam os seus projetos na Final Intermunicipal que decorreu no dia 7 de junho. As três ideias vencedoras foram:
1 – PijunTEX – um pijama ergonómico criado a pensar em pessoas afamadas ou portadoras de deficiência. O pijama é uma única peça de roupa, fácil de vestir e despir e que contém uma série se características que permite proteger e deixar o acamado mais confortável.
2 – Smart Water – produto que permite reaproveitar toda a água que é desperdiçada durante os instantes em que a temperatura ideal não é atingida. A partir da instalação de sensores de temperatura e eletroválvulas a temperatura da água será medida e até atingir a desejada será reencaminhada para um depósito à parte para ser reaproveitada.
3 – Fora de Horas – criação de um infantário que funcionará no período noturno, entre as 18h e as 08h. Uma solução para as famílias que trabalham no horário noturno ou por turnos deixarem os seus filhos.

Parabéns a todos pelo excelente trabalho!!

https://www.youtube.com/watch?v=M6FgsH-6IeI#t=14

Educação para o Empreendedorismo nas Escolas da Beira Baixa

O programa “Educação para o Empreendedorismo nas Escolas”, 2013/2014 do projeto Empreendedorismo em Rede na Beira Baixa, envolveu as escolas dos concelhos associados (Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão) demarcando-se pela participação de cerca de 800 alunos e 54 professores.

A Feira de Empreendedorismo Júnior e Expo Empresas, que decorreu no dia 23 de maio, no recinto das “Docas”, com os alunos do 2º e 3º Ciclos, envolveu 6 agrupamentos de escolas, 8 escolas, 22 turmas, 310 alunos e 27 professores, sendo três os premiados em cada nível de ensino, nomeadamente: No que diz respeito ao 2º ciclo:

1º lugar –“Empreender, incluir, vencer…” – (turma de Educação Especial do AE José Sanchas e S. Vicente da Beira de Alcains). O projeto consiste na criação de uma caixinha/embalagem para um dos queijos de ovelha mais tradicionais e característicos de Alcains, as “Caganitas”.

1º lugar – “Azeite, o fruto da nossa terra” (turma de Educação Especial do AE de Penamacor Ribeiro Sanches). O projeto parte da exploração do azeite, como sendo um produto característico de Penamacor, construindo frascos em miniatura de azeite aromatizado com as ervas criadas na horta pedagógica dos alunos. Para além disso, o projeto consiste ainda na construção de algumas variedades de sabão elaborados com a mesma matéria-prima, feito de forma artesanal, juntando-lhes flores/ervas de cheiro.

2º lugar – “O Oiro de Rodão” (turma do 6º A do AE de Vila Velha de Rodão). Produção de frasquinhos de azeite, típico de Vila Velha de Rodão, com ervas aromáticas e outros ingredientes aromatizantes. Todos os produtos, criados e decorados pela turma.

3º lugar – “Oleirosdronho” (turma do 6ºA do AE Padre António de Andrade de Oleiros). Partindo do aproveitamento do medronho da região, o projeto consiste em produzir compotas e aguardente caseira em frascos artesanais.

3º lugar – “ Cortic’Arte” (turma do 6ºE do AE Nuno Alvares – Faria de Vasconcelos). Peças de artesanato criadas a partir da cortiça.

Já no que diz respeito ao 3º ciclo:

lugar – “Sabores com História, Lda.” (turma do 8ºD da escola Cidade de Castelo Branco). Empresa direcionada para a confeção e venda de produtos alimentares feitos com recurso a um produto endógeno e tradicional da Beira Baixa, o feijão frade. As embalagens contêm no seu interior informação relativa ao património de Castelo Branco.

2º lugar – “CoolTurismo”(turma do 8ºA do AE de Vila Velha de Rodão). Empresa de promoção turística que pretende reunir diferentes valências da região e explora-las em termos turísticos criando diferentes pacotes turísticos de divulgação.

3º lugar – “Impressora de Sorrisos”(turma do 8ºA da Escola Cidade Castelo Branco). Empresa de cariz social, cujos principais objetivos são suprir algumas das carências das famílias da nossa comunidade educativa com mais dificuldades económicas e desenvolver o espírito de solidariedade nos alunos.

3º lugar – “PENOliva” (turma do 7ºB do AE Penamacor Ribeiro Sanches). Confeção de produtos “gourmet” partindo de um produto característico da região, a azeitona. O objetivo passa por explorar a azeitona de diferentes formas: cristalizadas e em bombons com recheio à base de azeitona e azeite).

Já em relação ao projeto de empreendedorismo destinado aos alunos do ensino secundário e profissional, este terminou com a celebração oficial de apresentação das ideias de negócio – o Concurso de Ideias – no dia 28 de maio de 2014. Das 10 ideias de negócio levadas a palco, foram três as nomeadas como vencedoras neste concurso:

1º lugar – “SensationShoes” (turma do 12º ano do AE José Sanchas e S. Vicente da Beira de Alcains). Trata-se de uma marca de sapatos versáteis e ajustáveis a qualquer situação ou ambiente. Pretende facilitar a vida das mulheres uma vez que mantendo a elegância que os sapatos de salto alto trazem, lhes proporcionará um conforto extra.

2º lugar – “Por Terras de Ribeiro Sanches”(turma do 12º ano do AE Penamacor Ribeiro Sanches). Consiste na criação de um licor que parte da exploração de uma matéria-prima muito pouco comum, a galula, flor característica do marmeleiro. Para além disso, a grande aposta deste projeto passa pela divulgação turística da região de Penamacor, partindo da venda deste mesmo licor, sendo feita uma grande aposta na sua divulgação e marketing.

3º lugar – “7ªARTE” (turma do 10º Ano da escola profissional ETEPA de Castelo Branco). Trata-se de um projeto que pretende promover as artes de maneira geral na cidade de Castelo Branco. Uma empresa que pretende dinamizar diferentes tipos de eventos culturais e sociais, promovendo predominantemente o cinema.

 

SONY DSC

CIMRC

Ideias vencedoras da Final Intermunicipal da CIM Região de Coimbra

Já aqui falámos do projeto Empreendedorismo nas Escolas da Região de Coimbra, cuja  1ª edição se destinava a alunos do Ensino Secundário e Profissional.

Foi uma das últimas finais em que a GesEntrepreneur participou e decorreu na Figueira da Foz no dia 8 de junho, tendo contado com a participação de 18 equipas, que apresentaram e defenderam com garra as suas ideias.

O júri selecionou as 3 melhores ideias, que foram premiadas e atribuiu ainda uma menção honrosa, que em seguida explicamos.

 1º Classificado / MotoPlanta / Oliveira do Hospital – O projecto MotoPlanta surgiu da necessidade de optimizar e facilitar o processo de cultivo das batatas e outros tubérculos, permitindo sementeiras equidistantes. Consiste numa máquina agrícola, que serve para adaptar a uma motocultivadora de potência entre 12 a 14 cavalos. Permite plantar batatas de forma uniforme e ao mesmo tempo colocar a quantidade necessária de adubo. Tem um doseador de sementes que se baseia num disco perfurado horizontal e tem como função dosear as sementes e conduzi-las a uma abertura de saída. Além das sementes, a máquina doseia e coloca no solo o adubo a ser utilizado na cultura através de um sistema de discos perfurados.

2º Classificado / HaQuiQueijo / Tábua – Esta ideia pretende aproveitar o soro de leite de ovelha bordaleira resultante como subproduto do processo de fabrico de queijo, introduzindo este soro na alimentação utilizando-o para produzir produtos diversos, tais como: massa de pizza, bolos, batidos proteicos, pão, etc.. Este projecto permite que todos os anos os milhares de litros de soro de leite que são despejados directamente na rede de esgotos sejam, ao invés, reaproveitados para produzir produtos de grande qualidade.

3º Classificado / Salty Spoon / Mortágua – Consiste na criação de uma colher que permite medir e dosear a quantidade de sal adequada ao prato a confeccionar. A ideia surgiu pela necessidade de controlar o consumo de sal na alimentação dos portugueses, uma vez que estes consomem o dobro da quantidade diária recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que é cerca de 5g. Este produto será comercializado através de uma parceria com empresas do sector da culinária e utensílios de cozinha, bem como farmácias e parafarmácias, uma vez que o objectivo é patentear esta invenção.

Menção Honrosa / Receptor de Som / Góis – Este projecto é constituído por um sistema que permite interpretar ordens sonoras emitidas pelos utilizadores de equipamentos informáticos. Através de um periférico que interpreta os sons emitidos por voz traduz esses sons em determinadas acções pré-definidas pelo utilizador e posteriormente o sistema informático executa essas mesmas acções.

O nosso MUITO OBRIGADO, não só aos alunos e professores cujo projetos foram premiados, mas a todos os que participaram nesta 1ª edição!

https://pt-br.facebook.com/cimregiaodecoimbra

Montagem

Das ideias à prática

Uma preocupação fulcral do modelo de educação para o empreendedorismo – GesEntrepreneur, e dos projetos que desenhamos , é que estes sejam sempre centrados nos alunos/formandos e na sua ação. Por essa mesma razão, acreditamos que não basta falar da teoria, abordar os conceitos, o importante mesmo é que as pessoas saiam da sua zona de conforto, conheçam o seu potencial  e que ponham as suas ideias em prática.

Por isso, em todos os projetos que desenvolvemos, e independentemente do nível de ensino, os professores e alunos são desafiados a criar algo (ideias, projetos, jogos) que devem ser capazes de pôr em prática e/ou apresentar nos momentos altos.

Os momentos altos ocorrem habitualmente no final dos projetos, quando os alunos e professores têm oportunidade de apresentar à comunidade os projetos em que trabalharam e ver o seu trabalho ser reconhecido. Em cada um dos níveis de ensino são colocados desafios diferentes e adequados ao público alvo em questão.

Na Feira do Gaspar, evento destinado ao 1º ciclo, os alunos poderão ser convidados a criar e apresentar jogos, histórias, invenções ou mini-negócios.

No caso do 2º ciclo – Feira do Empreendedor Júnior – os alunos devem criar projetos ou mini-negócios inovadores e originais, de preferência relacionados com o seu território e expô-los e apresentá-los ao público de forma criativa.

Os alunos do 3º ciclo (Expo Empresas) são confrontados com o desafio de terem de criar uma empresa fictícia, que seja inovadora e que esteja enquadrada na região.

Por último, o Concurso de Ideias é idealmente dirigido a alunos do Ensino Secundário e Profissional, embora também seja realizado com alunos do 3º ciclo, e consiste em que os alunos tenham uma ideia inovadora, e convençam um júri de que é exequível e viável, apresentando algo devidamente pensado, planeado e maturado.

Através destes eventos, os alunos descobrem o seu potencial, exploram os seus talentos, melhoram a sua criatividade e comunicação e colocam em prática as suas ideias…

E isto, porque felizmente, todos os anos temos a sorte de trabalhar com muitos professores e alunos extremamente motivados, criativos e talentosos…

Os resultados são surpreendentes! Como não podemos partilhar todos os exemplos e histórias, que temos a sorte de conhecer, tentaremos nos próximos tempos destacar alguns exemplos das diferentes regiões!

Aguardem por novidades…

Montagem

Balanço do ano letivo 2013/2014

Neste momento a GesEntrepreneur encontra-se não só em momento de recarregar baterias, como também, a fazer um balanço do que foi o ano letivo anterior, com vista a preparar já o próximo ano letivo 2014/2015.

Assim, aqui fica um breve resumo do trabalho que a equipa desenvolveu, muitos quilómetros percorridos, muitas horas passadas em escolas e muitos palcos e auditórios visitados.

No ano letivo de 2013/2014 a GesEntrepreneur desenvolveu o projeto Escolas Empreendedoras em parceria com Associações, Municípios e CIM’s em 85 municípios, tendo sido formados 603 professores, mais de 764 turmas e envolvendo 14.563 alunos.

https://www.youtube.com/watch?v=hmenljQW7Yo#t=45